21 de abr de 2011

ALERTA! Vem retrocesso por aí.

Redução da Maioridade Penal: Retrocessos

Os movimentos sociais e entidades representativas da sociedade civil estão apreensivos com os desarquivamentos, no Senado e na Câmara, de propostas de Emendas Constitucionais (PEC) sobre a redução da maioridade penal. No dia 05 de abril deste ano, no Senado, Demóstenes Torres (DEM/GO) foi protagonista de um retrocesso em relação aos diretos de crianças e adolescentes ao conseguir o desarquivamento da PEC 20/99, que propõe a redução da maioridade penal para 16 anos.

Fonte: Publicado em Criança e Adolescente no Parlamento
Colaboração: enviado por Eleonora Ramos em 16 de abril de 2011.







Relembrando uma das tristes
falas de Demóstenes Torres

"Na oportunidade o mesmo afirmou que: as mulheres negras não foram vítimas dos abusos sexuais, dos estupros cometidos pelos Senhores de Escravos e, que houve sim consentimento por parte destas mulheres. Na sua opinião: Tudo era consensual! O excelentíssimo senador da república Demóstenes Torres, continua sua fala descartando a possibilidade da violência física e sexual vivida por negras africanas neste período supracitado. Relembra-nos a frase: Estupra, mas não mata!!!

O excelentíssimo senador Demóstenes aprofunda mais ainda seu discurso machista e racista, quando afirma que as mulheres negras usam de um discurso vitimizado ao afirmarem que são as vítimas diretas dos maus tratos e discriminações no que se refere ao atendimento destas na saúde pública. Que as pesquisas apresentadas para justificar a necessidade de políticas públicas específicas, são duvidosas e que nem sempre são confiáveis, pois podem ser burladas e conter números falsos" (fragmento da Carta de Repúdio do Conselho Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial).

Veja texto da carta de repúdio na integra aqui

Um comentário:

  1. O 'ilustre' deputado é mais um convencido de que as mulheres negras ou brancas só se podem sentir honradas com a intimidade que os machos lhes proporcionam, típico de quem se sente dono do pedaço. Afinal infelizmente não é assim tão diferente de muitos que andam por aí.

    ResponderExcluir

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)