19 de jun de 2017

PAI VALOROSO, uma singela reverência a Anthony Foster

 Anthony Foster levantou a bandeira da luta contra o abuso sexual por parte do clero católico na Austrália


Não é a Tua Mão

Não é a tua mão
filha

que eu levo
na minha mão

é uma raiz

que eu planto
em mim mesmo

António Reis, in 'Novos Poemas Quotidianos'
 ___________ 

"Com uma foto de duas crianças sorridentes na mão, Anthony Foster definiu, no ano passado, sua grande missão.
'Estas são minhas meninas', disse ele na ocasião, em Roma, às câmeras de TV. 'Um padre católico as violentou na época em que esta foto foi tirada e por isso estamos lutando há tanto tempo. Esta era minha família perfeita. Nós a fizemos assim e a Igreja Católica a destruiu.'

A missão de Foster dominou grande parte das duas últimas décadas de sua vida: o australiano trabalhou por mais conscientização da sociedade em relação ao abuso sexual infantil e, como resultado, mais segurança para crianças. Foster, no entanto, pagou um preço alto por anos de batalha.
Ele foi hospitalizado e morreu no final de maio em Melbourne, na Austrália, após sofrer um acidente vascular cerebral. Tinha 64 anos.

Honras de Estado

A morte de Anthony Foster provocou consternação entre grupos ativistas de vítimas de abuso sexual infantil.
Ele recebeu um funeral de Estado e diversas homenagens na Austrália e no mundo.
Os Foster participaram de 'centenas de audiências públicas e várias de nossas mesas redondas sobre políticas (de proteção a menores)', desse o juiz Peter McClellan, presidente da comissão real australiana que investiga os crimes - e que contabilizou 4,4 mil denúncias de abusos contra menores entre 1980 e 2015 no país" (BBC em 17 de junho de 2017).