30 de abr de 2011

Dia Nacional da Mulher

Nesse dia especial rendo a minha homenagem a Aracy de Carvalho Guimarães Rosa, uma mulher extraordinária.

Aracy ajudou centenas de judeus a fugir do nazismo e
foi homenageada no Museu do Holocausto




Aracy de Carvalho Guimarães Rosa, a quem o escritor mineiro João Guimarães Rosa, seu marido, dedicou "Grande Sertão: Veredas". Chamada de "o Anjo de Hamburgo" por ter ajudado centenas de judeus a sair da Alemanha nazista, Aracy teve seu nome inscrito no Jardim dos "Justos entre as Nações" do Museu do Holocausto de Israel. A honraria é concedida aos não judeus que arriscaram a vida para salvar judeus do extermínio durante o regime de Hitler.

Aracy nasceu em 20 de abril de 1908, na cidade paranaense de Rio Negro, filha de pai português e mãe alemã.

Aos 20 anos, casou-se com Johan Tess. O casamento durou pouco e resultou no único filho de Aracy, Eduardo. Em 1934, já separada (numa época em que não existia o divórcio no Brasil), foi para a Alemanha com Eduardo.

Culta e poliglota, conseguiu emprego no consulado brasileiro em Hamburgo como chefe do setor de vistos.

A solidariedade ativa aos judeus Aracy iniciou logo depois do episódio conhecido como "Noite dos Cristais", em 9 de novembro de 1938, quando bandos nazistas atacaram casas judaicas e sinagogas, deixando 90 mortes.

Ao mesmo tempo, no Brasil, o governo de Getulio Vargas punha em prática a Circular Secreta 1.127, política antissemita, que restringia a imigração de judeus. "Além de providenciar os vistos que permitiam aos perseguidos sair da Alemanha, Aracy ajudou pessoalmente na fuga", lembra o jornalista e sociólogo René Decol.

Em 1938, Guimarães Rosa, na época também separado, foi nomeado cônsul-adjunto em Hamburgo. O casal se conheceu lá. O escritor aprovou a atividade de Aracy em relação aos judeus. Em 1942, ambos voltaram ao Brasil, quando o país declarou guerra à Alemanha. Vários críticos literários dizem que é nesse ponto que começa, de fato, a carreira literária de Rosa.

O escritor morreu em 1967. Na ditadura militar brasileira, logo após a promulgação do AI-5, em 1968, Aracy escondeu em seu apartamento no Rio o compositor Geraldo Vandré, perseguido por causa da música "Pra Não Dizer que não Falei de Flores". Além do filho, Aracy deixa quatro netos e oito bisnetos.

Autor: Alexandre Lucas Labels, em 16 de março de 2011.

Veja ainda o vídeo Anjo de Hamburgo. Uma certa Aracy.

29 de abr de 2011



"Somos o intervalo entre o nosso desejo e
aquilo que os desejos dos outros fizeram de nós"
Fernando Pessoa




A ilustração de Frida Kahlo é do artista russo Alexey Kurbatov e foi enviado por Alexandre Borges, programador de computação e integrante da trupe "Trupicando em sonhos", em 29 de abril de 2011.


Conhaça outras belíssimas ilustrações de Kurbatov acessando aqui.
Estimados lectores uruguaios,

Me encanté con los tambores, los repiques del Candombe Uruguaio. En esos días sólo he escuchado y bailado al ritmo vertiginoso del candombe.