13 de abr de 2018

"O bella ciao, bella ciao, bella ciao, ciao, ciao... E quest'è il fiore del partigiano"



“Querida, adeus

Esta manhã, eu acordei
Querida, adeus! Querida, adeus! Querida, adeus, adeus, adeus!
Esta manhã, eu acordei
E encontrei um invasor

Oh, membro da Resistência, leve-me embora
Querida, adeus! Querida, adeus! Querida, adeus, adeus, adeus!
Oh, membro da Resistência, leve-me embora
Porque sinto que vou morrer

E se eu morrer como um membro da Resistência
Querida, adeus! Querida, adeus! Querida, adeus, adeus, adeus!
E se eu morrer como um membro da Resistência
Você deve me enterrar

E me enterre no alto das montanhas
Querida, adeus! Querida, adeus! Querida, adeus, adeus, adeus!
E me enterre no alto das montanhas
Sob a sombra de uma bela flor

E as pessoas que passarem
Querida, adeus! Querida, adeus! Querida, adeus, adeus, adeus!
E as pessoas que passarem
Me dirão: Que bela flor!

E essa será a flor da Resistência
Querida, adeus! Querida, adeus! Querida, adeus, adeus, adeus!
E essa será a flor da Resistência
Daquele que morreu pela liberdade

E essa será a flor da Resistência
Daquele que morreu pela liberdade”


Canção Popular que se tornou um hino da resistência contra o Fascismo na Itália







Foto: GGN en 28 de dezembro de 2018

24 de mar de 2018

"Quem cala sobre teu corpo consente na tua morte" (Menino de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos


Foto: Favela em Foco / www.favelaemfoco.wordpress.com


Menino

Quem cala sobre teu corpo
Consente na tua morte
Talhada a ferro e fogo
Nas profundezas do corte

Que a bala riscou no peito
Quem cala morre contigo
Mais morto que estás agora
Relógio no chão da praça

Batendo, avisando a hora
Que a raiva traçou no tempo
No incêndio repetido
O brilho do teu cabelo

Quem grita vive contigo

Milton Nascimento e Ronaldo Bastos



   

25 de fev de 2018

Canción de Gabriela - “Sa Som in Himelhem” (Como en el cielo)


Canción de Gabriela


Este es el momento cuando la vida me pertenece
Se me ha concedido un momento aquí en la tierra
y mi anhelo me ha llevado a este lugar

Lo que me ha faltado y lo que he recibido
como sea, es el camino que he elegido
Mi consuelo, más allá de las palabras,
que me ha dejado entrever un rinconcito
de aquel paraíso adonde nunca he alcanzado llegar

Quiero sentir que estoy viva
Todo este tiempo que me queda
pienso vivirlo a mi manera
Quiero sentir que estoy viva
y saber que lo que soy basta

Nunca se me ha olvidado quién era antes

Simplemente lo he dejado descansar
Quizás no tuve opción
sólamente la voluntad de sobrevivir

Quiero vivir feliz
por ser quien soy
Quiero poder ser fuerte y libre,
ver cómo la noche se convierte en día

Estoy aquí y la vida me pertenece a mí exclusivamente
Y el paraíso que yo me imaginaba
lo encontraré en algún lugar

Quiero sentir que he vivido mi vida


Canción de la película sueca “Sa Som in Himelhem” (Como en el cielo)






Abajo la película “Sa Som in Himelhem” (Tierra de Ángeles)