14 de jun de 2016

A intolerância ao diferente alcançou uma arma letal e muitas pessoas inocentes morrem - Massacre de Orlando



A homofobia, a misoginia, o racismo e o fanatismo religioso são como vírus letais que circulam no ambiente, uns, apesar de infectados, nunca desenvolverão a doença. 

No entanto, os mais fracos - débeis de humanidade, podem adoecer e a trágica consequência desta enfermidade é sempre a morte.

Morte do enfermo, porque o ódio ao diferente não elaborado mutila sua existência. O ódio mutila porque ele se alimenta de sacrifícios. O ódio é voraz de morte, da negação de desejos, de sentimentos e de experiências que estão na ordem do prazer e das incertezas humanas.

Morte de inocentes, porque seres mutilados não suportam a integridade e a alegria do objeto de seu desamor. O prazer do outro ofende sua existência mutilada. Existe aí um ataque invejoso!

O terror, o insuportável para toda personalidade autoritária, embrutecida é o sorriso de gozo de quem ele julga ser inferior. Por tanto, nosso real e absoluto triunfo sobre os mutilados é a escandalosa e estridente alegria pela realização total e irrestrita de nossa inteireza e singularidade!

Cida Alves 


Luto para combater o vírus do preconceito e da intolerância. Por isso luto pela educação de gênero nas escolas, pela desconstrução da cultura machista e misógina, pela defesa intransigente do Estatuto do Desarmamento e pelo combate a Homofobia e a intolerância e fanatismo religioso. Por fim, luto pelo direito de amar e caminhar pelo mundo sem Temer!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)