7 de abr de 2013

Dança: um encontro com si mesmo

 

Corpo 1

"Talvez eu e meu corpo formemos uma conspiração pelas costas de minha própria mente."

Friedrich Nietzsche

 

 

Nietzsche (corpo)

“O corpo é uma grande razão, uma multiplicidade com um único sentido, uma guerra e uma paz, um rebanho e um pastor. [...].

‘Eu’, dizes; e ufanas-te desta palavra. Mas ainda maior, no que não queres acreditar – é o teu corpo e a sua grande razão: esta não diz eu, mas faz o eu. [...].

Atrás de teus pensamentos e sentimentos, meu irmão, acha-se um soberano poderoso, um sábio desconhecido – e chama-se o ser próprio. Mora no teu corpo, é o teu corpo.

Há mais razão no teu corpo do que na tua melhor sabedoria. E por que o teu corpo, então, precisaria logo da tua melhor sabedoria?”

 

 

Dance, dance… caso contrário estamos perdidos”.

Pina Bausch

 

“Temos a arte para não morrer da verdade”.
Friedrich Nietzsche


Referencia:

Friedrich Nietzsche (1844-1900)
NIETZSCHE, F. Assim falou Zaratustra: Um livro para todos e para ninguém. Trad. Mário da Silva. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

Fonte: http://rodrigofenomeno9.blogspot.com.br/2010/06/o-corpo.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)