10 de mar de 2012

Pai é detido no DF após bater com cinto no filho de três anos Publicidade

 

Fachada da Escola Educar para a amizade

Fachada do colégio Santa Rosa, na Asa Sul de Brasília, mostra anúncio de palestra sobre educação e amizade

O pai de uma criança de três anos foi detido em Brasília e levado para prestar esclarecimentos à polícia após bater no filho com cinto de couro, nesta quinta-feira (8), dentro da escola do menino.

De acordo com o delegado adjunto da DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), Rogério Borges Cunha, a cena foi presenciada por um policial militar, que também levava o filho para o colégio Santa Rosa. "A criança estava chorando e ele a levava pelo braço. Depois de dar palmadas, ele o levou para o banheiro do ginásio e bateu nele com a parte de couro do cinto", disse.

Diante da situação, o policial se identificou e deu voz de prisão ao homem. Antes de chegar o reforço policial, o pai fugiu e levou a criança para casa. Ele foi localizado e levado à DPCA para prestar depoimentos. Outras duas testemunhas também foram à delegacia para falar sobre o caso.

Macaco salva cão

 

 

 

 

 

 

 

Louvável a postura protetiva do Policial Militar, porque o MAIS FORTE DEVE SEMPRE PROTEGER O MAIS FRACO.

 

"Essas situações não são frequentes, mas acontecem. Incentivamos a população a denunciar, para que a polícia tome providências", acrescentou o delegado.

O menino foi levado ao IML (Instituto Médio Legal). Foram constatadas pequenas escoriações nas pernas, acompanhadas de vermelhidão.

O pai foi indiciado sob suspeita de maus tratos e liberado logo após prestar depoimento. O colégio em que ocorreu o incidente é particular e fica na Asa Sul, área nobre de Brasília.

A direção da escola foi procurada pela Folha, mas não quis se pronunciar.

Do lado de fora, no entanto, há uma faixa convidando familiares e educadores para uma palestra sobre o tema "Educar para Amizade", que será ministrada no fim do mês.

Fonte: Folha on line em 09 março de 2012, redação de JULIA BORBA – BRASÍLIA

Enviado por Ana Maria Alvim Souza, psicóloga da Secretaria Municipal da Saúde de Goiânia, em 09 de março de 2012.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)