21 de mai de 2011

Sucesso do Seminário sobre Experiências de Legislação Contra Castigos Corporais de Crianças e Adolescentes

No dia 19 de maio, em um auditório lotado, aconteceu a Cerimônia de Abertura do Seminário sobre Experiências de Legislação Contra Castigos Corporais de Crianças e Adolescentes. No pronunciamento oficial a rainha Silvia, da Suécia, pediu aos parlamentares brasileiros que aprovassem o Projeto de Lei que proibir os castigos físicos e humilhantes na educação e no cuidado de crianças e adolescentes.






A proibição pode consolidar liderança
do Brasil em direitos da criança, diz Marta Santos Pais,
Representante Especial da ONU sobre Violência contra Crianças.


Adolescentes de projeto social entregaram flores a Elisabeth Dahlin, Marta Suplicy, Maria do Rosário, rainha Silvia, Xuxa e Manuela D’Avila


A secretária da organização Save The Children, da Suécia, Elisabeth Dahlin arrebatou os aplausos do auditório ao encerrar o seu discurso com uma bem humorada solicitação a todos os brasileiros. Ela trouxe um par de chinelos e sugeriu ao país que aposentasse o “símbolo nacional para bater em crianças”. Depois de seu pronunciamento dividiu o par e entregou um pé para a senadora Marta Suplicy (PT-SP) e outro para Maria do Rosário.


A apresentadora Xuxa defendeu a aprovação do projeto, o qual chamou de “lei do amor”. "Eu até gostaria de entender um pai que bate. Mas eu não consigo. Eu só consigo me colocar no lugar da criança. Para quem ela vai pedir proteção se o pai e a mãe são os primeiros a ensiná-los a sentir dor?" questionou a apresentadora.


A mesa sobre os “Estudos e Marco Legal sobre Castigos Corporais contra Crianças e Adolescentes” contou com a participação de Paulo Sergio Pinheiro, Especialista Independente da ONU, de Staffan Janson, Professor da University of Karlstad da Suécia, de Ulrika Carlsson, Membro do Parlamento Sueco, de Margarita Percovich, Senadora do Uruguai e de Érika Kokay, Deputada Federal do Brasil. O moderador foi o Deputado Federal Osmar Terra


O encerramento do Seminário ficou a cargo da Primeira Secretária da Embaixada Sueca Annika Markovic e da Representante da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República Carmen Oliveira.



Representantes das delegações de Costa Rica, Suécia, Uruguai e
Venezuela e integrantes da Rede Não Bata Eduque.


Veja um pouco da repercussão do Seminário na impressa:

Congresso começa a discutir fim dos castigos físicos no Brasil

Nova comissão vai discutir proibição de castigos físicos em crianças

Brasil pode ser 30º país a proibir castigos físicos, diz ONU

Castigos corporais em crianças violam direitos humanos, diz rainha

Câmara realiza seminário contra castigos corporais com participação de Xuxa e rainha da Suécia

Rainha da Suécia e Xuxa defendem fim dos castigos corporais

Contra o reinado da palmada

Xuxa e a rainha da Suécia pedem proibição de castigos físicos

Xuxa defende projeto de lei que proíbe palmadas em crianças

'Não se aprende com dor', diz Xuxa na Câmara sobre castigos

Em visita ao Congresso, Xuxa diz que é política 'só da criança'

Apresentadora condenou as palmadas na educação de crianças

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)