11 de out de 2013

Em Dia Internacional, ONU pede garantia do direito à educação de meninas – En el Día Internacional, ONU pide la garantía del derecho a la educación de las niñas

 

 

"Uma menina de coragem é uma revolução"

 

“Una  muchacha de coraje es una revolución”

 

Esta sexta-feira, 11 de outubro, é comemorado o Dia Internacional da Menina e o Secretário-Geral da ONU está fazendo um pedido em prol da educação para todas as meninas e garotas do mundo.

Ban Ki-moon ressalta a importância de garantir seus direitos, lutar contra a discriminação e a violência enfrentada por muitas meninas. Para Ban, a melhor opção é providenciar às meninas "a educação que elas merecem".

Obstáculos

O chefe da ONU lembra que em muitos países, as jovens são impedidas de progredir ou de frequentar a escola. E segundo ele, os obstáculos são ainda maiores quando a mãe também foi privada de ter educação, quando as meninas vivem em uma comunidade pobre ou têm algum tipo de deficiência.

Ban Ki-moon cita a iniciativa "Educação em Primeiro Lugar", que busca colocar todas as crianças na escola, em especial meninas, e "criar cidadãos globais que consigam enfrentar os desafios complexos do século XXI".

Investimentos

O Secretário-Geral defende novas soluções para os desafios da educação das garotas e diz ser necessário "ouvir a voz dos jovens". Ban nota que a campanha para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e as metas para o período pós-2015 devem abordar os problemas que envolvem as joves do mundo todo.

No Dia Internacional da Menina, Ban Ki-moon ressalta também a importância do investimento na educação para que as garotas "possam progredir no seu desenvolvimento pessoal e contribuírem para o futuro".

 


Hoy es el Día Internacional de la Niña

Empoderar a las niñas, garantizar que se respetan sus derechos humanos y combatir la discriminación y la violencia a la que se enfrentan es clave para el progreso de toda la humanidad. Este fue el mensaje del Secretario General de la ONU con motivo del Día Internacional de la Niña, que se celebra el 11 de octubre.

Ban Ki-moon afirmó que para que las menores puedan hacer frente a los complejos desafíos que plantea el siglo XXI deben recibir una formación de calidad.

En ese sentido, Ban lamentó que "las jóvenes cuyas madres también se vieron privadas de educación, que viven en comunidades pobres o tienen una discapacidad se enfrenten a obstáculos aún mayores".

Por su parte, la directora de ONU Mujeres recordó que el lema de esta jornada es "innovar para la educación de las niñas".

Phumzile Mlambo-Ngcuka abogó por una educación pública universal de calidad que tome en cuenta la igualdad de género y que utilice las ventajas que brinda la tecnología.

La educación puede desempeñar un rol fundamental para prevenir la violencia contra las mujeres y las niñas, agregó. Una de cada tres mujeres sufre violencia y más de la mitad de las víctimas de agresiones sexuales son niñas menores de 16 años de edad.

Fonte: Rádio ONU – Notícias e Mídias em 11 de outubro de 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)