6 de out de 2013

Brincadeiras perdidas! Uma crítica à educação que usurpa das crianças o prazer da convivência.

brincadeiras_antigas_2

 

brincadeiras_antiga_1

 

brincadeiras_antigas_3

 

brincadeiras_antigas_4

"Brincar com crianças não é perder tempo, é ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escola, mais triste ainda é vê-los sentados enfileirados em salas sem ar, com exercícios estéreis, sem valor para a formação do homem."

Carlos Drummond de Andrade


 

Estimado(a) leitor(a),  

Deixo com você nesse domingo o esclarecedor documentário “Infância Perdida” e o belo filme “Esperança e Glória” dirigido por John Boorman. Por meio de temas e linguagens distintas, esses dois filmes fazem uma importante crítica ao modelo educativo autoritário que busca exercer o máximo controle sobre a vida e as expressões das crianças.

 

 

 

Comentário do editor das cenas do filme “Esperança e Glória”:

Selecionei duas cenas de "Esperança e Glória" de John Boorman (Ing/1987). Elas se passam na Londres que os alemães tentam conquistar na 2ª.guerra mundial. A escola é autoritária e tradicional. Os alunos a odeiam, mas se submetem. Chegam a ponto de agradecer Hitler por tê-la posto abaixo num dos bombardeios. Mas nem toda lucidez está perdida: "Tiram todo bom senso da cabeça deles e depois a enchem de besteiras", diz o avô ao deixar o menino na Escola.

Augusto Ferreira

 


Fotos: Christopher Woolford

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)