10 de jul de 2011

Profissionais de Saúde discutem atendimento às pessoas em situação de violências

A Escola de Saúde Pública de Mato Grosso, em Cuiabá, recebeu os profissionais
de saúde do estado para a capacitação em atendimento às pessoas em situação de violência.


De 04 a 08 de julho a Gerência da Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da Secretaria Municipal da Saúde de Cuiabá, em parceria com a Gerência da Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso, promoveu a “1ª Capacitação em atendimento às pessoas em situação de violência para os profissionais de saúde das Policlínicas, HPSMC, SAE e CEM”.

Participaram da capacitação 100 profissionais da saúde que atuam em Policlínicas, Unidades Hospitalares de Urgências, Unidades Básicas de Saúde e Centros Psicossociais de Atenção a Saúde Mental da cidade de Cuiabá e de outros municípios do estado de Mato Grosso.


Mais que turma bonita essa da saúde de Mato Grosso!!!



A abertura do evento contou com a presença de Benedito Oscar Fernandes Campos - Diretor de Vigilância à Saúde e Ambiente. SMS – Cuiabá, de Ivaneti Laura Fortunato - Coord. De Vigilância de Doenças, Agravos e Eventos Vitais. SMS – Cuiabá, de Josiane Maximiano Rodrigues - Gerente da Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis/SMS de Cuiabá, de Tânia Maria do Rosário - Gerente da Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis – SES, de Rosane Meciano - diretora de atenção secundária e de Michele Kim de Oliveira Rosa - coordenadora de Atenção Secundária.

Os temas trabalhados nos dias 04, 05 e 06 de julho foram a “Conceituações, Natureza e tipologia da violência doméstica e sexual”, a “Articulação em Rede de Atenção Integral às Pessoas em Situação de Violência” e “Notificação e Encaminhamento dos Casos de Violência Sexual Doméstica e outras Violências Interpessoais”.


A psicopedagoga e coordenadora do Núcleo de Prevenção à Violência e Promoção da Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de Campo Grande (MS) Sueli M. Nogueira foi a expositora destes três temas abordados na Capacitação em atendimento às pessoas em situação de violência.



Nos dias, 07 e 08 de julho, Cida Alves, psicóloga de Goiânia expôs os temas “Impactos da Violência na Saúde: conseqüências físicas e psicológicas” e “Intervenções necessárias no projeto terapêutico de pessoas que sofreram violências sexuais e físicas”.





Cida Alves, psicóloga, doutoranda em Educação pela UFG e técnica do Núcleo de Prevenção das Violências e Promoção da Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de Goiânia, foi a palestrante dos dois últimos dias da capacitação na capital matogrossense.




A exposição do dia 07 teve como foco os sinais, sintomas e conseqüências físicas e psicológicas da violência sexual cometida contra crianças, adolescentes ou adultos.







No dia 08 foram apresentados os indicadores de morbimortalidade e os dados da notificação compulsória de casos de violências que têm como causa principal a física contra crianças, adolescentes, mulheres e idosos e as conseqüências físicas e psicológicas da prática de bater para educar crianças e adolescentes.







Fotos de Josiane M. Rodrigues.

Um comentário:

  1. A PUC-Campinas está com inscrições abertas até 26 de julho para os cursos de especialização Gestão em Enfermagem.
    Acesse ao site para mais informações:
    http://www.puc-campinas.edu.br/pos/lato/curso.aspx?id=36
    Se você está pensando em mudar de instituição de ensino, veja quais os procedimentos para se transferir para PUC-Campinas:
    http://www.puc-campinas.edu.br/servicos/transferencias.asp

    ResponderExcluir

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)