30 de set de 2010

Retratos dos direitos da criança e do adolescente no Brasil


.
Segue abaixo o link do relatório Retratos dos direitos da criança e do adolescente no Brasil: pesquisa de narrativas sobre a aplicação do ECA. Que mais uma vez apresenta índices altíssimos da violação do “Direito ao respeito e à dignidade” cometida contra as crianças e adolescentes.



"Nas categorias de respeito e dignidade o que se encontra mais frequentemente são violações cometidas pela própria família: em primeiro lugar a violência psicológica, que aparece em 36,0% dos causos; em segundo lugar a violência física, que emerge em 25,8% das histórias de violação; e, em terceiro, a violência e o abuso sexual (10,7%).

Somente depois dessas três formas de violação cometidas pela família é que surgem, em quarto lugar, a violência psicológica cometida por outros adultos (7,3%) e, em quinto, abuso e violência sexual cometidos por pessoas de fora da família (6,7%) "(
parágrafo sobre os Direito ao respeito e à dignidade, p. 16)









Retratos dos direitos
da criança e do
adolescente no Brasil:
pesquisa de narrativas
sobre a aplicação do ECA.



Nesse fim de semana já ouvi e li várias noticiais cuja chamada é a respeito da violência psicológica.
Acredito que seja uma oportunidade de reforçar a importância do enfrentamento aos castigos físicos e tratamento humilhantes e a pertinência da proposta de adequação legal encaminhada ao Congresso pelo presidente Lula.



Abraços,







Marcia Oliveira

Rede Não Bata, Eduque


Um comentário:

  1. Cida, o seu blog é tudo de bom.
    Com.... muitassssssssss coisas boas,
    tem que divulgar mais....

    Parabéns, prosperidade....

    Junio Souza Alves
    Psicólogo - Goiânia

    ResponderExcluir

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)