22 de ago de 2016

Campanha "Criança é prioridade" - Rede Primeira Infância

Nesta eleição, a Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) lança a campanha suprapartidária “Criança é Prioridade!”  convocando candidatos e candidatas à prefeitura a assumirem um compromisso público pelos direitos da criança. Nosso objetivo é mobilizar eleitores dos municípios em que membros da Rede estão presentes. É como se todo o país perguntasse, em alto e bom som, aos cidadãos que pretendem governar seus municípios: E as crianças, candidatos?

Por meio da sua participação e das cerca de 200 organizações que integram a RNPI, vamos realizar um verdadeiro mutirão para informar os candidatos sobre as atribuições da Prefeitura na garantia dos direitos das crianças na primeira infância – até os seis anos de idade – a importância de promover e articular políticas intersetoriais e a necessidade de implantar um Plano Municipal pela Primeira Infância. Participe com a gente!


Como andam as políticas públicas de atendimento às crianças na sua cidade? Todos os direitos de crianças e adolescentes estão sendo respeitados? Será que os candidatos à Prefeitura estão preocupados com isso?

Se realmente pretende fazer uma gestão focada na infância, o candidato ou candidata terá a oportunidade de mostrar que isso não é só discurso. Será convidado a assinar um Termo de Compromisso garantindo que vai:

Priorizar os direitos das crianças no seu plano de governo;
Elaborar um diagnóstico da situação da primeira infância no município;
Elaborar, implementar e acompanhar o Plano Municipal Pela Primeira Infância.

O candidato ou candidata à prefeitura que assinar o compromisso ganha um selo da Campanha:
“Compromissopela Infância: Eu assinei!”

Até o final das eleições, vamos informar, mobilizar, cobrar e divulgar aqui e nas redes sociais os candidatos que já assinaram o compromisso.
E os candidatos da sua cidade, já assinaram?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)