9 de mai de 2013

Entidades unem esforços para combate ao abuso e à exploração sexual infanto-juvenil

Faça bonito arte 2013

Abertura oficial da Campanha 18 de Maio – Dia de Enfrentamento à exploração Sexual Infanto-juvenil – será na próxima segunda (13)

 

Mayara SMS

 

 

 

 

Por Mayara Kelly

 

Na próxima segunda-feira (13) acontece o Seminário de abertura da Campanha do 18 de Maio. O seminário vai tratar do Cenário da Exploração Sexual Infanto-juvenil na Região Metropolitana de Goiânia e terá a presença dos secretários dos órgãos municipais e estaduais envolvidos na Campanha.

O dia 18 de maio é instituído por lei federal como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Este ano a data será celebrada no Parque Mutirama, no sábado (18), com rodas de conversa, stands e panfletagem, buscando atingir pais e crianças.

O grupo de articulação em Goiânia decidiu priorizar o tema da exploração sexual no evento de abertura por entender que a população ainda não compreende muito bem o assunto e carrega preconceitos, o que dificulta o combate a essa violência. De acordo com Cida Alves, psicóloga do Núcleo de Prevenção das Violências e Promoção da Saúde da SMS, a exploração é um tema complexo por envolver outros crimes e por ter fins econômicos.

"Além disso, por confundirem exploração sexual com prostituição, as crianças e adolescentes que são vítimas dessa forma de violência tendem a serem desprotegidas e discriminadas pela sociedade", completa Cida.


De acordo com o último levantamento da Polícia Rodoviária Federal, Goiás é o 3º estado com maior número de pontos de vulnerabilidade para exploração sexual infanto-juvenil.


A proposta da Campanha 18 de Maio é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Com este objetivo, uma ampla mobilização foi articulada pela Rede de Atenção e Fórum Goiano, juntamente com diversos órgãos da Prefeitura de Goiânia e Governo do Estado de Goiás e instituições parceiras. Foram preparadas mostras pedagógicas em unidades regionais escolares (URE), panfletagem, seminários, palestras, rodas de conversa e outras atividades de mobilização e conscientização.

Essas atividades tiveram início ainda no mês de abril e seguem mesmo após o dia 18 de Maio. O seminário de abertura será realizado no Auditório do Palácio da Indústria, Avenida Araguaia, n°1544, Setor Vila Nova, das 14 às 17 horas. As inscrições serão feitas no local a partir das 13h.

Violência Sexual Infanto-juvenil
Para a delegada Renata Vieira, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), a Campanha é de grande importância, dada a dificuldade de lidar com o tema. "A soma de esforços é necessária, é preciso envolver as instituições públicas em ações integradas como esta, mas não só isso, a participação da sociedade é fundamental para a proteção da criança", afirma a delegada que enfatiza ainda que as pessoas devem estar atentas a comportamentos diferenciados da criança para poder ajudá-la.

A DPCA vai lançar, também no dia 18 de maio, o Projeto Infância Livre, o qual tem por finalidade percorrer as escolas para ensinar as crianças o significado do abuso e da exploração sexual. "Muitas crianças não sabem que são abusadas por não compreender que é um tipo de violência, que fere sua liberdade e, além disso, na maioria das vezes, as vítimas são ameaçadas e manipuladas para manter os atos em segredo", explica Renata.

Segundo dados da DPCA, em 2012 a delegacia recebeu 267 denúncias anônimas de abuso sexual e foi registrado o mesmo número de boletins de ocorrência. As denúncias de exploração sexual ocorrem em menor número – 43 em 2013 – devido a outros crimes que geralmente são cometidos além da exploração em si e também por envolver e beneficiar mais de uma pessoa.

História
Em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o "Caso Araceli". Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados; foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

Atividades:

SEMINÁRIO DE ABERTURA DAS ATIVIDADES DO 18 DE MAIO: “Cenário da
Exploração Sexual Infanto-juvenil na Região Metropolitana de Goiânia”
Data: 13/05/13
Horário: 13 às 17 horas
13h: Inscrições
Local: Auditório do Palácio da Indústria (SESI/ FIEG), Avenida Araguaia, n°1544, Setor Vila Nova

Programação
14h - Abertura das atividades e composição da mesa.

14h30 - Apresentação do Plano Nacional de Enfrentamento a Exploração Sexual Infanto-juvenil e Rede de Atenção. Psicólogo: Joseleno Vieira – Secretaria de Direitos Humanos.

15h - Exploração Sexual comercial infanto-juvenil: Desafios e Perspectivas. Sociólogo: Rogério Araújo da Silva

15h30 - Exploração sexual comercial de adolescentes travestis e transexuais: A fragilidade de proteção. Psicóloga: Roberta Fernandes de Souza – Beth Fernandes Astral -GO

16h - Apresentação de Trabalhos: Busca Ativa como Forma de Intervenção com a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Goiânia. Assistente Social: Antonina Maria do Prado

PANFLETAGEM NA PRAÇA DOS BANDEIRANTES

Dia 16/05
Horário: 07h30
Responsável: Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS)

MOBILIZAÇÃO PARQUE MUTIRAMA: roda de conversas, stands e panfletagem.
Dia 18 de Maio 
Local: Horário, das 9:00 as 16:00 horas
Responsáveis: Secretaria Estadual de Saúde e acadêmicos da UNIP e da Universidade Salgado de Oliveira.

Realização
Fórum Goiano de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes
Rede de Atenção a Crianças, Adolescentes e Mulheres em Situação de Violência
Secretaria Municipal de Saúde (SMS)
Secretaria Municipal Educação (SME)
Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SecMulher)
Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas)
Secretaria Municipal de Políticas para Promoção da Igualdade Racial
Secretaria Municipal de Defesa Social (Semdef)
Assessoria Especial de Direitos Humanos da Prefeitura de Goiânia
Assessoria Especial de Diversidade Sexual da Prefeitura de Goiânia
Secretaria de Estado da Saúde (SES)
Secretaria de Estado de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial (Semira)
Casa da Juventude
Parque Mutirama
Unip
PUC Goiás
Sesi – Projeto Vira Vida
Conselho Tutelar
Astral
Ong Atitude

Informações
Facebook: www.facebook.com/18demaio
Blog Faça Bonito: http://facabonitocampanha.blogspot.com.br/
Telefone: 3524-3399

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)