11 de mar de 2013

500.000 assinaturas podem derrubar Marcos Feliciano da presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal

Pastor Marcos Feliciano1

Pastor Marcos Feliciano, esse é o atual predidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal. Uma vergonha para o Brasil!

 

Estimado(a) leitor(a),

É revoltante ter um deputado declaradamente homofóbico e racista na Presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal. Mas nós temos uma chance na terça-feira para tentar tirá-lo do poder. Vamos alcançar 500.000 antes disso.

Acesse o link abaixo, assine a Petição e depois envie o link para todos os seus contatos!

Assine a Petição AQUI


Até as 7:54 dessa segunda-feira o site da petição já computava 301,688 assinaturas. Vamos lá, juntos podemos chegar as 500.000.


Por que isto é importante

Se já não bastasse a eleição de Renan Calheiros para presidente do Senado, um deputado conhecido por opiniões racistas e homofóbicas assumiu a liderança da Comissão de Direitos Humanos e Minorias na Câmara dos Deputados. É um absurdo! Mas se aumentarmos a pressão, poderemos impedir este insulto!


A votação para a cadeira de Direitos Humanos e Minorias da Comissão aconteceu na semana passada após o adiamento da mesma sessão por causa de protestos da sociedade civil e da repercussão da nossa campanha na mídia. Os parlamentares nomearam Marco Feliciano, que fez uma série de comentários chocantes sobre negros e homossexuais. Vamos colocar em prática nosso poder popular e garantir que os deputados nos escutem e destituam o Feliciano da presidência da CDH.


Não temos tempo a perder. A mídia está começando a noticiar a campanha e nós podemos ganhar. Assine a petição e compartilhe com todos. Feliciano, não!

Repercussão:
http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/03/deputado-pastor-que-odeia-negros-e-gays-no-comando-dos-direitos-humanos.html


Racismo e Homofobia por parte do pretenso presidente da CDHM:
http://www.youtube.com/watch?v=1wbyZm3EnMQ

Fonte: AVAAZ. com Petições da Comunidade

2 comentários:

  1. A partir do dia 22/05/2013 esta sendo votado projeto para tratar homesexual e um dos responsáveis é o Pastor da igreja evangélica Assembleia de Deus, Marcos Feliciano foi alvo de protestos desde a sua nomeação como presidente da Comissão dos Direitos Humanos, em março deste ano, por já ter feito declarações públicas consideradas homofóbicas e racistas, tais como afirmar que os negros têm "ancestral amaldiçoado por Noé" e que a "sida é um cancro gay".

    Um insano que representa perigo, ainda no Brasil que só existe “conchavos” políticos, se não fosse assim, o mesmo não havia de ser nomeado.

    Vocês sabiam que há quase trinta anos, a homossexualidade foi excluída da Classificação Internacional de Doenças pela Organização Mundial de Saúde. Independente de religião e crenças, é um desrespeito com a ciência e uma falsa impressão de querer ajudar a sociedade.

    A Saúde no nosso Pais esta caótica e Sr. Marcos Feliciano perde tempo e dinheiro público querendo considerar doença uma opção sexual. Sendo que milhões de brasileiros sofrem em filas de espera sem tratamento médico e Psicológico para tratar doenças reais que os afringem.
    E muitas pessoas aprovam, levantando uma bandeira de “ajuda”, diante de preconceito ou crença.

    Porém não compreendem que não defendo ou acuso os homossexuais ou a igreja e sim verificando as reais intenções, em que o Sr. Marcos Feliciano tem, utilizando diferença de ponto de vista e polemicas pra uma próxima eleição, sem medir a consequência ou a coerência comprovada cientificamente do que esta sendo votado.

    Enfatizo que não existem médicos ou Psicólogos diagnosticando ou comprovando a existência de uma doença para ser curada, nem no Brasil nem em Pais algum. E não é uma simples votação que vai mudar esta ética e conceitos estudados e não apenas crença e opinião.

    Um projeto que independente de não ser aprovado é uma vergonha. Não havendo preocupação com a saúde da população e sim interesses de polemizar para se autopromover.
    É tudo política.

    ResponderExcluir
  2. O homossexualismo tem que ser apagado da historia do brasil

    ResponderExcluir

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)