21 de out de 2015

Uma adolescente do Sistema Socioeducativo vence prêmio de redação da Unesco

889c4ff35cfe1f2875be51f99e27a090_M

“Vamos camimando
Aquí se respira lucha
Vamos caminando
Yo canto porque se escucha
Vamos dibujando el camino
(Vozes de um só coração)
Vamos caminando
Aquí estamos de pie”.

Latinoamerica – Calle 13


Orgulhosamente o blog Educar Sem Violência apresenta a redação vencedora do concurso da Unesco em homenagem ao dia dos professores.

redao ab

“Em um lugar que só tem grades ela chega com livros nas mãos. Toda frágil, passa pelo corredor de maldades. Para na porta do meu quarto e abre um sorriso que reflete um futuro cheio de promessas. Ela diz que sou capaz, que tenho muitas qualidades, que isso vai acabar e que quando estiver em LIBERDADE, poderei recomeçar junto com ela. As vezes penso em desistir, mas ela me olha nos olhos e diz: ‘EU ESTOU COM VOCÊ’. ‘SOU UMA ADOLESCENTE EM CONFLITO COM A LEI, ESTUDO EM UMA CADEIA E TENHO DEZOITO ANOS. A MINHA PROFESSORA NÃO ME ENSINA MATEREIAS. MAS SENTIDOS PARA A VIDA. É ISSO QUE A FAZ MINHA HEROINA’”.

 


Veja mais informações sobre a vencedora do concurso da UNESCO na reportagem a seguir

“A jovem A.B., 18 anos, da Unidade de Internação de Santa Maria (UISM), participante do sistema de socioeducação da Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, é a vencedora de um concurso de redação promovido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em homenagem ao dia dos professores, comemorado em 15 de outubro.

O tema da redação era ‘O que faz do seu professor um herói?’ e a jovem A.B. homenageou a professora da Universidade de Brasília e pesquisadora da Anis – Instituto de Bioética, Débora Diniz. A pesquisadora é responsável por um projeto com as internas da UISM que envolve leituras e produção textual de cartas, ensaios e resenhas literárias” (Fonte: Criança DF, em 20 de outubro de 2015).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)