29 de mar de 2014

O escandaloso retrato da “CULTURA DO ESTUPRO”

De acordo com os resultados da pesquisa feita pelo IPEA 65% (dos brasileiros e das brasileiras) dizem que a “mulher que mostra o corpo merece ser atacada”.

MAIORIA ACHA QUE A CULPA É DA VÍTIMA E NÃO DO AGRESSOR.

 

Majorité opprimée - curta metragem Francês mostra como seria a sociedade se os papéis masculinos e femininos fossem invertidos

 

“Uma pesquisa feita pelo IPEA, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, ouviu 3.800 pessoas de todo o país sobre a violência contra a mulher e chegou a uma conclusão surpreendente: 65,1% dos entrevistados disseram que ‘as mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas’ e 58,5% afirmaram que ‘se as mulheres soubessem se comportar haveria menos estupro’.

Várias respostas chamaram a atenção dos pesquisadores. A maioria concorda, por exemplo, que existe mulher para casar e mulher para ir para cama (54,9% concordam). Já 27,2% afirmam que ‘a mulher casada deve satisfazer o marido na cama, mesmo quando não tem vontade’”(Veja mais AQUI).

O que mais impressiona na pesquisa é que 66% dos entrevistados eram mulheres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)