2 de dez de 2009

“Educar para a Convivência"

.
O curso “Educar para a Convivência" foi concebido como instrumento para práticas necessárias à prevenção do comportamento violento e ao desenvolvimento da autonomia na administração das diferenças interpessoais, à inclusão de crianças rejeitadas pelo grupo e ao manejo dos conflitos entre os alunos e destes com seus professores.

Desta forma proporcionará a professores e psicólogos o contato com ferramentas educativas voltadas para a prática e a ampliação do repertório comportamental de professores e de alunos.

O programa constitui-se, então, numa alternativa de atuação para psicólogos e professores que poderão adaptar as atividades constantes do programa às necessidades de seu trabalho.

PÚBLICO ALVO: Psicólogos e alunos do último ano do curso de psicologia e professores do ensino fundamental

OBJETIVOS:

Psicólogos:


• Analisar os aspectos sociais e emocionais da relação professor-aluno;
• Implementar o programa de educação social e afetiva como estratégia de atuação nas escolas e;
• Identificar possíveis dificuldades no desenvolvimento do programa e buscar alternativas que viabilizem mudanças efetivas.

Professores:

• Promover o desenvolvimento pleno dos alunos, trabalhando suas relações sociais;
• Desenvolver habilidades que permitam à criança superar e evitar o surgimento de problemas de comportamento e/ou emocionais e relativos à aprendizagem;
• Manejar situações problemáticas em sala de aula ao se depararem com:

- Alunos que não participam das atividades escolares com os demais, ficando aquém do nível sócio-cognitivo dos demais colegas;
- Problemas de comportamento de alguns alunos, que repercutem no andamento da classe;
- Relações agressivas, brigas, ambiente tenso em sala de aula, que levam à rejeição de crianças que expressam tais comportamentos;
- Crianças excessivamente tímidas, inseguras ou com relações conflitivas com os demais, que, em decorrência, apresentam um desempenho escolar deficitário.

DURAÇÃO: O treinamento terá a duração total de 20 horas, realizado em cinco dias consecutivos, com data prevista para janeiro/2010, mas sujeita à modificação

DOCENTE: Profª Drª Márcia Helena da Silva Melo. Psicóloga clínica infantil, com experiência acadêmica em treinamento para professores do ensino fundamental. Graduada em Psicologia pela Universidade federal do Pará (1996), mestre em 1999, doutora em 2003, com pós-doutorado no ano de 2006 – todos em Psicologia, pela Universidade de São Paulo. Autora de artigos científicos voltados para as áreas de competência social e prevenção.

CONTEÚDO:
O treinamento consta de atividades práticas e vivenciais voltadas aos seguintes temas:

1. Interações sociais entre as crianças e destas com seus professores;
2. Problemas comportamentais e emocionais;
3. Rejeição entre aluno e aprendizagem;
4. Habilidades sociais: comunicação, civilidade, assertivas, empáticas e expressão de sentimento positivo;
5. Manejo de situações difíceis em sala de aula: ausência de participação dos alunos em atividades com os demais, problemas de indisciplina, timidez e agressividade.
O conteúdo será apresentado em aulas expositivas e treinadas as atividades que compõem o programa de educação.

MATERIAL UTILIZADO:
• Material escrito/impresso do conteúdo do treinamento;
• Textos indicados pela ministrante;
• Material de apoio criado pela ministrante (ilustrações, jogos);
• Recursos áudios visuais.

LOCAL DO CURSO: Vitally Centro de Saúde – Rua 10, nº 1073, St. Oeste (próximo à Pça. Do Sol).
Fone: (62) 3954 7099/ 3954 7199
e-mail: contatovitally@gmail.com

VALORES DO CURSO:
• Matrícula : R$20,00 (vinte reais)
• Valor: R$300,00 (trezentos reais)
• Condições de pagamento:
- à vista – 10% de desconto
- parcelamento em 3 X – entrada e cheque para 30/60 dias;
- grupos de 3 pessoas ou mais, desconto de 10% e parcelamento em 2X (*)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)