8 de nov de 2009

" Parabéns pela sua luta apaixonada"


.
Saudações Cida,


Quero parabenizá-la por nos mostrar como esse recurso tecnológico-comunicacional que é a internet, pode contribuir para libertar a palavra, com todas as implicações que esse recurso possui para questionar as violências em atos e decretos que rodeiam o cotidiano em geral e o da atuação profissional em particular.

A leitura do drama vivido por essa criança, que nos chega por meio de seu testemunho, retira-o do anonimato e o coloca na arena pública, pra que possamos refletir e canalizar nossas ações para intervir e compreender o lastro das violências que o acompanham. Além da violência em ato, a violência implícita nos decretos legais. E para apreender a abrangência das questões trazidas pela posição firme dessa criança em garantir sua dignidade, só mesmo qualificando seu modo de agir (sua posição no mundo) como ética, que não se confunde como qualquer norma moral ou jurídica, porque fundada no princípio inalienável de afirmação do agir autônomo, ou seja, do agir ético que é o próprio fundamento do agir livre.

A despeito de qualquer ato arbitrário (do jurídico, do adulto ou da norma familiar) afirma em seu agir a recusa de encontros que venham a aumentar o seu padecer. Para nós fica o registro desse relato intenso, da arbitrariedade institucional do decreto e, finalmente, do valor de trazer para a arena pública um drama que deve ser refletido e diante do qual devemos nos posicionar.

Parabéns pela sua luta apaixonada e por se posicionar duramente diante de tudo que reduz a dignidade do viver, ao mesmo tempo em que mantêm a ternura e delicadeza de seus gesto e sorriso, os alimentam relações de companheirismo e amizade. Continue libertando a palavra que revela atos perceptíveis, pouco perceptíveis e imperceptíveis das violências que nos cercam e nos envolvem no cotidiano.

Luiz do Nascimento Carvalho
Professor UFG (Psicólogo)

* Luiz do Nascimento Carvalho possui graduação em Psicologia (2001) e mestrado em Psicologia pela Universidade Católica de Goiás (2005). Professor assistente I (Dedicação exclusiva) da Universidade Federal de Goiás-Campus Catalão (CAC/UFG). Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas psicologia e direitos humanos, processos psicossocias do desenvolvimento e da sexualidade humana. (fonte: currículo lattes)

2 comentários:

  1. Cida,parabéns por esse blog e por seu trabalho.Estou lendo há mais de uma hora.Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Polliana Martins é jornalista e assessora de comunicação da Secretaria Municipal da Saúde de Goiânia.

    ResponderExcluir

Participe! Adoraria ver publicado seu comentário, sua opinião, sua crítica. No entanto, para que o comentário seja postado é necessário a correta identificação do autor, com nome completo e endereço eletrônico confiável. O debate sempre será livre quando houver responsabilização pela autoria do texto (Cida Alves)